Se Anthem talvez ainda possa ser salvo, fica difícil dizer o mesmo do fiasco chamado Fallout 76. O MMO da Bethesda foi lançado em 2018, e devido à quantidade absurda de problemas e bugs, tornou-se uma das maiores decepções do ano passado. A empresa ainda tentou implementar novos conteúdos e continuou a lutar contra os problemas técnicos, o que realmente fez este Fallout multiplayer melhorar bastante... Mas o dano à imagem do game já estava feito – e mostrou-se bastante difícil de superar.

Agora o que podemos dizer ao ouvirmos do próprio Todd Howard que eles já esperavam por “quase” tudo isso? Bem, isto seria de enervar os fãs, não é mesmo? Bem, e foi isso mesmo que o cara disse em recente entrevista.

Crédito do vídeo: canal GAF - Games Are Fun

"O desenvolvimento [de Fallout 76] foi muito difícil. (...)  Já estávamos preparados para... Bem, muitas dessas dificuldades que acabaram por aparecer na tela. Já sabíamos que este não era o tipo de game que as pessoas queriam de nós, e que íamos receber algumas críticas. Muitas dessas críticas são realmente válidas."

Embora seja bacana ver que o velho Todd mostrou humildade diante do tombo que levaram com o game, isto não nos deixa tirar uma coisa da cabeça: por quê diabos a Bethesda seguiu adiante com o lançamento de Fallout 76 sem certificarem-se que, no mínimo, o game não teria tantas falhas catastróficas? Se o público já não havia “pedido” por este tipo de empreitada, por quê não certificarem-se que ela ao menos chegasse às prateleiras com o mínimo de polimento?

Pois é, Fallout 76 não é apenas uma grande decepção de 2018: tornou-se ainda um dos maiores mistérios da indústria nestes últimos anos...