Agora leia esta bizarra história, ocorrida na CD Projekt RED enquanto a última DLC de The Witcher 3 Blood and Wine estava sendo desenvolvida...

Certo dia, os designers da expansão estavam testando o game quando notaram algo muito estranho: inexplicavelmente, era possível entrar por qualquer porta do jogo – mesmo as que deveriam estar trancadas por chaves ainda não adquiridas na história. Na verdade, dava para entrar até mesmo em construções que serviam somente de cenário, com nada dentro a não ser um abismo negro para o vazio da programação!

Confusa, a equipe não entendia o porquê daquilo estar acontecendo. Mas após muito racharem a cuca e explorarem o mundo de jogo em busca de pistas da causa daquele fenômeno, finalmente eles descobriram o problema: uma falha CRÍTICA em uma das missões de Blood and Wine.

Ocorre que, durante a missão do cerco ao castelo Dun Tynne, havia sido decidido pelo time design de missões da CD Projekt RED que Geralt não poderia entrar em nenhuma casa ou outra construção. Isto porque tal missão deveria ser linear, e obrigar que o jogador focasse-se nela e deixasse a exploração para mais tarde. Após o fim desta tarefa, o jogo deveria automaticamente destrancar todas as portas e fazer tudo retornar ao normal. Simples, certo?

Bem, deveria ser simples... Mas o problema é que o jogo não tinha como saber quais portas pelo mundo estavam destrancadas ou trancadas antes da missão. Resultado: ele destrancava TODAS AS PORTAS DO MUNDO. Com isso, mesmo portas meramente ilustrativas de cenário poderiam ser adentradas – e lá ia Geralt para a escuridão do vazio infinito.

A única maneira de resolver isso segundo Miles Tost, um designer de níveis em The Witcher 3, era que alguém passeasse pelo mundo inteiro e testasse cada uma das portas do game – “Lembro que a solução para isso foi bastante amarga – o designer de missões teve de efetivamente verificar cada uma das portas do jogo e adicionar uma marcação. Tipo ‘esta é uma porta que estava fechada antes, e deve ser fechada de novo depois.'”

“Estas coisas acontecem, e elas são pequenas mudanças que você não antecipa, e resultam nestes problemas enormes,” lamentou Tost. “Você realmente não pensa em como algo tão pequeno pode na verdade ferrar com tudo.”