No primeiro The Last of Us, já tínhamos dezenas de momentos fortes regados a violência e rios de sangue. Porém, em The Last of Us: Part 2, a promessa é levar as coisas a vizinhanças mais extremas. Talvez pela presença da Ellie criança anteriormente, nudez e sexo tenham ficado de fora da história - porém agora a Naughty Dog confirmou que genitais e “vuco-vucos” serão parte do cardápio desta continuação.

Com tantos ingredientes fortes, a classificação do game acabou ficando “para maiores de 17 anos”, algo que comercialmente não é muito interessante para o estúdio já que restringe suas vendas, mas que ao mesmo tempo garante que tenhamos uma história intensa, difícil de digerir e que realmente vá deixar uma impressão chocante e duradoura.

A classificação foi dada nos EUA, mas deve seguir o mesmo caminho em outras áreas. Vale lembrar que The Last of Us: Part 2 estava previsto inicialmente para o final de fevereiro, mas teve seu lançamento reagendado para 29 de maio no PS4. Do jeito que 2020 está para adiamentos, esperamos que nada mude até lá…