Com o Project Scarlett também em andamento, tendo-se em vista que este será um concorrente à altura, a Sony não quer marcar bobeira com seu próximo console, o Playstation 5: a empresa estuda seriamente a possibilidade de comprar e fundir-se com ainda mais estúdios para garantir que muitos exclusivos de peso já cheguem ao mercado juntamente com a nova plataforma.

Segundo entrevista recente dada por Jim Ryan, presidente e diretor executivo da Sony Interactive Entertainment (SIE), o "conteúdo é mais importante do que nunca". Isto mostra que a Sony sabe bem que estão em seus exclusivos a principal vantagem alcançada no mercado pelo PS4 em relação ao Xbox One.

Jim Ryan e Hideo Kojima: parceria da Sony com a Kojima Productions deve render mais frutos futuros para o PS5

Entretanto, não é apenas para competir de igual com a próxima geração de videogames da Microsoft que a Sony pretende “blindar-se”, já que o Stadia da Google também mostra-se como um possível competidor de peso. Mesmo sabendo que isto significa ainda mais competição, Ryan vê a entrada de mais um rival nesta batalha como algo positivo: 

"Empresas que são novas à indústria de games e vêem o mercado com esperança são algo que acolhemos. A SIE tem 25 anos de experiência e tem grandes méritos."

No momento, continuamos sem saber ao certo a data da chegada do Playstation 5 ao mercado, embora haja praticamente a certeza que será mesmo em 2020. Será que já contaremos com bons exclusivos para o console logo de cara? Assim, haja carteira para nós, brasileiros…