Travar a mira automaticamente na cabeça, enxergar e acertar inimigos através das paredes, desativar o recuo das armas, imortalidade e tantas outras trapaças muito conhecidas nos FPSs para PC também estão assombrando o fenômeno chamado Call of Duty: Warzone, e isso está estragando a experiência para muitos jogadores também dos consoles.

Isso porque, embora no PS4 e Xbox One não seja possível instalar nenhum hack, Warzone conta com crossplay entre estas duas plataformas e também do PC, onde os cheaters podem modificar o jogo como quiserem. Embora a Infinity Ward esteja lutando incansavelmente contra os cheaters do PC - atualmente o número de banimentos já atingiu a marca dos 70.000 - os jogadores de consoles estão preferindo desativar o crossplay para evitarem que os trapaceiros do PC estraguem sua diversão.

Mas se isto tornou-se uma espécie de “solução” para o pessoal do PS4, no Xbox One desligar o crossplay não é possível em Warzone: assim que a funcionalidade é desativada no menu de opções, o próprio game diz que não é possível acessar o pareamento e busca de partida se o crossplay não for reativado. No console da Sony, o aviso é que a desativação do recurso não é recomendada, mas o game o permite entrar no matchmaking mesmo assim.

O impedimento de se jogar sem o crossplay atualmente também vigora no próprio PC, mas para eles não parece mesmo fazer muito sentido, já que os hackers já estão “em casa”. A Activision ainda não se pronunciou sobre a questão, mas a empresa realmente acredita que o crossplay é um elemento de grande importantância em Call of Duty: Warzone.