Anunciado nesta última terça-feira, dia 19 de março, o Stadia do Google pegou o mercado de surpresa e já chegou prometendo maravilhas a seus possíveis futuros compradores. A nova plataforma de streaming de games contará com um serviço integrado a uma nuvem do Google, podendo assim rodar em praticamente qualquer dispositivo: PCs, notebooks, smartphones, tablets e TVs, é claro.

Mesmo sendo uma nova plataforma, o Stadia não conta com um console físico. Segundo o vice-presidente e gerente geral da Google, Phil Harrison, a plataforma não terá uma "caixa" que "limite a criatividade dos desenvolvedores". Sem um aparelho próprio, o Stadia utilizará computadores da própria Google como centro de processamento de dados, assim fazendo com que os games sejam jogados por meio do próprio Google Chrome. Transmissões ao vivo, de acordo com a apresentação, tendem a ser ainda mais estáveis.

Outro ponto bastante interessante do Stadia: trazer grande foco a games que remetam principalmente ao multiplayer local. Sim, é isto mesmo: o objetivo da Google é fazer com que sua plataforma seja optimizada para games jogados por muitos jogadores simultâneos em tela dividida e sem nenhuma perda de performance devido a isto. De forma geral, o Stadia quer tornar-se um ponto de encontro para desenvolvedores, jogadores e também para quem curte assistir partidas e gameplays online.

Já no primeiro trailer do Stadia, podemos ver o controle oficial que será lançado pela Google. Porém a empresa quis ressaltar que nem isto será imutável, já que qualquer outro controle que tiver entrada USB também será compatível para jogar.

Joystick do Stadia em três cores diferentes

Em termos técnicos, o Stadia apresentará seus games em resolução de (até) 4k, 60fps HDR, com som surround. Terá impressionantes 10.7 teraflops, o que soma mais potência que o Xbox One X (6.0 teras) e PS4 Pro (4.2 teras) juntos. Em termos práticos, significa que a nova plataforma deverá funcionar de maneira mais eficiente e rápida, com gráficos ainda melhores graças ao fato de utilizar diversas GPUs no processamento de seus games.

Entre os títulos já anunciados para seu lançamento – que deverá ocorrer ainda em 2019 nos Estados Unidos, Canadá, Reino Unido e Europa (porém ainda sem data exata) – estão Assassin's Creed Odyssey, Rime, Doom Eternal e Shadow of the Tomb Raider. Há mais um com título ainda não divulgado sendo produzido pela mesma desenvolvedora da franquia Star Fox.

Se ainda parece meio confuso – o que é normal, pois o Stadia não funcionará como o PS4, Xbox One e Nintendo Switch mesmo – o negócio é continuar de olho nas novidades que deverão continuar a chegar nas próximas semanas. Para informações ainda mais completas sobre o novo sistema da Google, você também pode conferir este site (em inglês).