É quase que unanimidade entre quem é apaixonado por games que a franquia cinematográfica de Resident Evil foi uma piada de mal gosto: juntos, o diretor Paul W. S. Anderson e a atriz Milla Jovovich (um casal na vida real) parecem terem feito da franquia dos zumbis da Umbrella um parque de diversões pessoal. Prova disso foi a criação da personagem ultra-apelona Alice (idealizada especialmente para Jovovich) e as várias “adaptações” que a dupla fez na história original para tornar esta mesma Alice o centro total das atenções.

Agora, a Capcom planeja levar outra de suas criações de sucesso para os cinemas – Monster Hunter deverá ganhar filme graças aos bons resultados alcançados pelo último lançamento da franquia, Monster Hunter: World... E novamente a empresa acha uma boa ideia deixar o projeto nas mãos de Anderson e Jovovich. Mas por quê?

Ora, o motivo é simples: apesar de todos os problemas apontados pelos fãs de Resident Evil nos games, os filmes juntos renderam pelo mundo inteiro mais de 1 bilhão de dólares (só o último, Resident Evil: O Capítulo Final, arrecadou quase US$313 milhões). O que significa que, embora não seja amada por quem conheceu RE com Chris, Jill, Leon e Claire em Raccoon City, o trabalho de Paul W. S. Anderson (que no passado também dirigiu o primeiro filme de Mortal Kombat) foi um grande sucesso financeiro.

O filme baseado em Monster Hunter deve começar a ser produzido em setembro deste ano, devendo contar com um orçamento de US$50 milhões. Dados os sucessos de Anderson, tanto a Capcom quanto a Constantin Film estão seguras de que o investimento terá um bom retorno. Agora perguntamos a você: entre agradar os fãs hardcore e ganhar muita grana, qual o caminho você escolheria?