Desde o ano 2000, quando iniciou suas operações, a Machinima foi tornando-se uma das mais importantes mídias de games dentro do Youtube. Em determinado momento, todo aquele que produzia conteúdo baseado em videogames para a plataforma de vídeos sonhava com um contrato da Machinima, que garantiria representatividade de seu canal perante as diretrizes e tratativas com o próprio Youtube, além da garantia de ótimos planos de monetização para seus vídeos. Era um passo sólido em direção à realização do sonho de transformar a carreira de youtuber gamer em profissão em tempo integral.

Mas os anos foram passando, e com eles as citadas “diretrizes” do Youtube foram tornando-se mais e mais rígidas e restritivas. Isso foi complicando a vida da Machinima, que começou em anos recentes a liberar muitos dos seus representados de seus contratos. Eventualmente, tornou-se claro que tudo caminhava para o que finalmente acabou ocorrendo nesta semana: a Machinima fechou definitivamente suas portas, demitindo 81 funcionários.

O controverso norte-americano Phill Burnell (Darksydephil) chegou a tornar-se um dos mais importantes youtubers gamers graças à Machinima

Há duas semanas, todo o conteúdo do canal Machinima foi retirado do Youtube – um catálogo que remetia a 12 anos. A empresa teve então parte de seu quadro de funcionários remanejada para a Otter Media pela gigante AT&T (dona de ambas as marcas), sendo que os funcionários restantes da Machinima ficaram para afundarem junto com o navio.

Além de representar youtubers famosos (em grande parte graças a ela mesma), a Machinima também foi o lar de algumas populares séries originais do YouTube, tais quais Mortal Kombat: Legacy, Street Fighter: Assassin’s Fist e Halo 4: Forward Unto Dawn.