Battlefield Hardline vem fazendo algum barulho aqui no Brasil, mas ao que parece nada desse alarde tem a ver com a qualidade do jogo. Na verdade, os motivos por tal “barulho” são, no mínimo, questionáveis.

Depois de arrebanhar o apresentador de TV Marcelo Rezende como garoto-propaganda (o mesmo que, meses atrás, sentava a madeira nos games os acusando de criarem jovens violentos), a EA causou ainda mais polêmica ao escolher Roger Moreira – músico veterano brasileiro e frontman do Ultrage a Rigor – como o dublador de Nick Mendoza, o protagonista da campanha single player do game.

A comunidade gamer aceitou muito mal esta história, considerando tão piada a escolha de Roger para o papel quanto a aparição de Rezende nos comerciais. Não deu outra: choveram críticas negativas na cabeça do cantor pelas redes sociais.

Normalmente conhecido pelo bom humor que mostra em suas aparições no programa The Noite com seu amigo Danilo Gentili, foi uma surpresa para muitos as reações de Roger aos comentários maldosos que recebeu pelo que os gamers alegaram ser a “pior dublagem dos games até hoje” – o cantor descascou o verbo geral, e mandou palavrões para todos os lados.

Recentemente, até mesmo discutir com Guilherme Briggs – um dos dubladores profissionais mais conhecidos do Brasil – ele discutiu, chegando aos insultos por parte de Roger.

Mas afinal, o trabalho do cantor ficou assim tão ruim? Confira o vídeo a seguir que compara a versão com o áudio original em inglês e a outra com “Roger Mendoza” e tire suas próprias conclusões:

Particularmente, achei bem fraca mesmo. A atuação de Roger parece apática, fora do tempo e com um “quê” de decorada. Mas esta é somente a minha opinião.

Poréms ele não é o primeiro a sentir a ira dos gamers por uma má dublagem – quando a também cantora Pitty anunciou que estava a dublar Cassie Cage em MKX, as críticas que esta recebeu não foram das mais amistosas.